Google vs Facebook: a última cartada

O Google + tem sido até o momento uma certa decepção. Apesar de ter sido lançado com certo estardalhaço e muita expectativa, a rede social do Google tem apresentado resultados bastantes ruins. Enquanto os usuários utilizam o Facebook por aproximadamente 7 horas ao mês, o Google Plus só é acessado por 3 horas, tipo cidade fantasma. E olha que tem os heavy users que acessam o Face por muito mais tempo que isso.

O Google tem se esquivado dessa história dizendo que isso não o preocupa porque mesmo assim ele está unindo os interesses dos usuários para proporcionar uma melhor experiência nas buscas, seu principal negócio.

Ele consegue isso porque, mesmo que as pessoas não acessem o G+ diariamente, ele tem informações de amigos, histórico de buscas e até vídeos acessados, elas estão geralmente logadas na conta do Google. Imagine que uma pessoa tem um PC pessoal (principalmente notebook ou iPad) e ela se logou uma vez no Google. A partir daí, todo seu comportamento estará sendo monitorado pelo Google, mesmo que ela não tenha se logado de novo no serviço (isso acontece por causa dos cookies).

Tudo bem que teoricamente estes hábitos não serão utilizados “para o mal”, mas eles vão oferecer todo um perfil que será utilizado pelo G para apresentar resultados relevantes para este usuário, tanto pagos como gratuitos. Existem controvérsias em relação aos benefícios disso, mas enfim, melhores resultados financeiros para o G.

O problema é que a criança que não foi convidada para a grande festa que é o Facebook fez sua própria festa, tinha que achar um jeito de roubar os participantes da outra.

A última cartada do Google Plus.

Pois bem, agora o Google incorporou de vez as páginas do Google + nos resultados orgânicos de busca.

Agora, quando um usuário procura por uma marca ou empresa, o buscador (se é que podemos chamá-lo assim ainda) já traz a página na sua rede social em destaque, logo ao lado dos resultados patrocinados e orgânicos.

em destaque a página do Google Plus na busca por uma marca
Na minha opinião, esta é uma excelente cartada para trazer os usuários para a rede social e fazê-los participar, relacionar-se com a marca. E a médio ou longo prazo gastar mais tempo (e experiência, principalmente) nesta rede.

É uma (boa) tentativa de atrair mais atenção para a rede social, mas será que vai dar certo?

Publicado em Blog